De olho no mercado de pão de queijo, Faleiro se prepara para completar seu mix de produtos.

Mercado novo para a Faleiro
27 de September de 2017
Faleiro vai fabricar pão de queijo para food service
6 de October de 2017

De olho no mercado de pão de queijo, Faleiro se prepara para completar seu mix de produtos.

Analisar produtos, fornecedores e concorrentes é o primeiro passo para entrar em um segmento, assim como a metodologia de vendas, distribuição e qualidade dos produtos e serviços. De olho no mercado de pão de queijo, a Faleiro, uma das maiores empresas de alimentos congelados de Minas e do Brasil, encomendou uma pesquisa sobre hábitos de consumo do brasileiro para atendimento de lanchonetes, lojas de conveniência, padarias, hoteis, rotisserias, entre outros. O estudo, realizado por uma das mais importantes consultorias especializadas em food service do Brasil, a ECD de São Paulo, revelou dados curiosos da iguaria mais tradicional dos mineiros, o pão de queijo.

O primeiro dado interessante da pesquisa é que, embora o pão de queijo seja um produto mineiro, Minas aparece em 4º lugar do mercado em volume com 4.364 toneladas consumidas/mês. Em 1º está São Paulo com 10.211, seguido de Rio de Janeiro 5.920 e Rio Grande do Sul com 4.854. O consumo de pão de queijo é, em muitos casos, três vezes maior do que o segundo mais consumido em alguns estabelecimentos. De acordo com o estudo, o pão de queijo é quase quatro vez mais consumido em lojas de conveniência do que o segundo colocado, a empada. No universo de 7.366 lojas Brasil, o consumo por loja é (120kg/mensal), a empada aparece com 32kg por loja, Tortinhas e folhados aparecem em terceiro lugar com 28kg. As 7.366 lojas no Brasil, segundo dados do SINDICOM, faturam R$ 1.153.960.000 por conceito de food service. O pão de queijo representa 9,6% ou seja R$ 110.780.000.

“O nosso investimento em pão de queijo é fruto de muita compreensão do mercado, do potencial e do nosso negócio. Estamos nos preparando para lançar um produto de extrema qualidade, mas acima de tudo, pensamos em complementar nossa linha de produtos. Produzimos diversas variedades de salgados, refeições e sobremesas. Estamos em mais de 8 mil pontos de venda e nos faltava um produto para o café da manhã que fosse tão bem aceito no mercado como o pão de queijo”, explica Antônio Faleiro Neto, diretor da Faleiro.

“Nosso primeiro foco é produzir pão de queijo para atender o mercado de food service, principalmente padarias e rotisseries dos supermercados e conveniências. A Faleiro tem parcerias para chegar rapidamente nesse mercado. Sabemos que para isso é preciso muito acompanhamento. É necessária uma equipe que visite a operação, que faça relatórios e reuniões. Já temos uma estrutura pronta nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, pois estamos nestes locais com nossa linha de salgados, refeições e também de sobremesas”, comenta. “Essa é um das nossas vantagens competitivas, termos volume de produtos que viabilize a prestação de serviços”, ressalta.

A pesquisa da ECD também revelou os motivos pelos quais o consumidor compra o pão de queijo pronto. A qualidade é o mais importante para decisão de compra para 76% das pessoas entrevistadas, seguida de praticidade (63%), sabor (26%) e preço (15%). . Diante desses dados, a Faleiro também aposta no conceito do produto com maior qualidade de queijo.“Os critérios de qualidade de um pão de queijo são definidos em maciez, sabor e formato”, explica Antônio Faleiro Neto. O diretor da empresa ressalta que foi preciso investir em muita tecnologia, em amostras, pesquisas e análises microbiológicas para viabilizar a inserção da iguaria no portfólio dos produtos da Faleiro.

Comments are closed.