Holofotes para o setor de Food Service no Brasil

Comida pronta é mais saudável que receitas de chefs da TV, diz pesquisa
15 de August de 2014
Tendências para o segmento da alimentação em 2014
1 de December de 2014

Holofotes para o setor de Food Service no Brasil

Em um mercado cada vez mais complexo, atuar com múltiplos canais de atendimento e relacionamento se tornou uma necessidade no varejo. Sendo assim, o setor de Food Service tem mostrado grandes oportunidades de crescimento, mas é preciso ter cautela.

O segmento Food Service vem crescendo de forma consistente, à taxa média de 14,7% ao ano, segundo dados da Abia (Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação), este valor é três vezes superior ao aumento do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro nos últimos cinco anos.

Além disso, o mercado de Food Service faturou, em 2013, R$116,5 bilhões, um incremento de R$16 bilhões em relação ao ano anterior (em 2012 foi registrado R$100,5 bilhões).

Porém, nem tudo são flores.  O setor de Food Service também sofreu uma desaceleração do crescimento no último ano, reflexo do alto custo da alimentação fora do lar – o preço dos alimentos subiu acima da inflação, principalmente nos últimos 12 meses.

Alguns entraves barram o desenvolvimento ainda maior do segmento, como altas taxas incidentes sobre a alimentação, inflação, burocracia, rigor das legislações, insegurança jurídica, entre outros.

O último ano foi marcado por grandes desafios nesse mercado: inflação em serviços, custos de ocupação de espaços comerciais e de mão de obra e redução da disponibilidade de renda impactaram negativamente no consumo da nova classe média.

Segundo Sergio Molinari, sócio-diretor de Food Service da GS&MD- Gouvêa de Souza, os consumidores estão cada vez mais exigentes e complexos. A necessidade de pontos de contato tem tornado o setor de Food Service multicanal.

 

Por: Caroline Nocetti

Disponível em: Merdado e Consumo

Acesso: 18/08/2014

Comments are closed.