Bate papo com os Clientes

Faleiro Food Service aumenta portfólio
17 de August de 2015
MALAGUETA – Bate papo com os Clientes
24 de September de 2015

Bate papo com os Clientes

Sabe aquele ditado: o olho do dono é que engorda o gado? Ele sintetiza bem nossa primeira visita do “Bate Papo com o Cliente”. Não somente o olho, como também o jeito conversado e a atenção especial dada aos clientes, são os traços marcantes do Sr. Geraldo e de seu negócio: a Lanchonete Paelle.

Neste clima descontraído, cheio de personalidade e pessoalidade, convidamos vocês para embarcarem nas histórias contidas nas prosas com nossos clientes. Nossa equipe mal chegou à pequena lanchonete e já ouviu: “Tchau, Geraldo”. “Obrigado, Geraldo”. O Sr. Geraldo faz questão de tratar os clientes com muita atenção. Quando perguntado sobre o diferencial de seu negócio ele soltou sem muita modéstia: “Sou eu, minha pessoa, o Geraldo! A atenção que dou para os clientes. Além de meu estabelecimento estar sempre limpo e impecável para recebê-los. Tudo começou quando eu estava inciando os negócios, um cliente recebeu uma ligação e perguntaram onde ele estava, e ele respondeu:

    - Tô aqui no Geraldo tomando um café. Chega aqui também”.

E assim muitos casos foram sendo colecionados. “Teve outra história bem interessante, minha filha um dia foi me apresentar para uma moça que estudava com ela. Elas já estavam na faculdade, fazendo Terapia Ocupacional. E de cara a moça:

    - Esse é o seu pai? O Sr. Geraldo? Conheço ele desde criança, quando ia na lanchonete com minha mãe!”

Foi dessa mesma forma que o Sr. Geraldo conheceu o Antônio Faleiro Neto, o proprietário da Faleiro Food Service. Antônio estudava em uma faculdade perto da Paelle. Naquele momento iniciou-se a amizade, sem muitas pretensões de que ela se tornaria um negócio, ou ainda além, uma parceria.

Papo vai, papo vem... perguntamos ao Sr. Geraldo:

    - E o nome da lanchonete? Por que Paelle?

    - É a junção do nome das minhas filhas: Paula + Natielle = Paelle. Eu tenho também outro ponto, que inaugurei depois, este se chama Geraldo’s!

O Sr. Geraldo afirma que um fator importante para a fidelidade da clientela é a qualidade dos salgados Faleiro. “É todo o padrão de qualidade que a Faleiro segue”. Ele não trabalha com outros fornecedores, todos os salgado que comercializa são da Faleiro. Está no mercado há mais de 24 anos e há cerca de 10 anos trabalha com os produtos Faleiro. Geraldo oferece 13 opções de salgados e acredita que os preferidos de seus clientes são :“os 2 Enrolados (o de salsicha e o de presunto), Pastel Assado, Coxinha e Empada…”

E quanto a crise, segundo Geraldo, "não pode parar, né? Mas é uma sensação de Deus: todos os dias as pessoas comem! Aqui o corre mesmo é de manhã, de 8h às 9h30! Tem muita gente chegando ao trabalho ou para os estudos e antes faz um lanche”.

Quando iniciou os negócios, Geraldo tinha fabricação própria. Contava com duas salgadeiras. “Hoje manter salgadeiras não vale a pena, está tudo na mão, a quantidade que preciso com qualidade. Sem me preocupar com vigilância, quem tem que se preocupar com a segurança alimentar é a Faleiro e isso eles sabem fazer muito bem. Trabalho sem ter dor de cabeça e com precisão”.

Atualmente, ele tem três funcionários e acorda todos os dias às 4 da manhã. "Cada salgado tem sua história e tempo no forno". Falando em histórias, em tempos e mudanças, o Sr. Geraldo lembrou-se com certo saudosismo e alegria, de uma em especial, que ele nem se dava conta: “em 1977 eu vendia azeitonas para o pai do Antônio, Antônio Filho... ah esse mundo dá muitas voltas”. O recado que Sr. Geraldo deixa é: “para os negócios prosperarem é importante trabalhar duro e construir boas parcerias”.

Comments are closed.